Uma nova Coca-Cola se junta ao portfólio da marca no Brasil. Nos próximos dias, chega ao mercado a Coca-Cola com Stevia e 50% menos açúcares. Segundo a própria empresa, o produto “é parte do compromisso mundial da companhia de oferecer opções para quem quer reduzir o consumo de açúcar”.

A nova versão tem uma mistura de açúcar e “stevia”, um adoçante de origem natural. Essa versão já está em 25 países. No Brasil, o produto terá uma fórmula recém-desenvolvida.

O lançamento do novo refrigerante busca fortalecer a distribuição de itens com menos ou nenhum açúcar no mercado. O produto terá presença nos principais pontos de venda no país.

Na Coca-Cola Brasil, trabalhamos constantemente com inovação no nosso portfólio, para que o consumidor tenha mais opções de bebidas para seus diferentes estilos de vida e momentos do dia. A Coca-Cola com Stevia e 50% menos açúcares faz parte desse esforço. Sabemos que a indústria tem que fazer sua parte para incentivar o consumo de produtos com menos açúcares — diz o vice-presidente de Marketing da Coca-Cola Brasil, Javier Rodriguez.

A campanha de lançamento vai ao ar em junho, com filme para TV, internet, distribuição de produtos (sampling) e materiais de pontos de venda.

— O lançamento também está em linha com a estratégia global de marca única, que unifica a comunicação de todas as versões de Coca-Cola para aproveitar a força da marca — concluiu Rodrigues.

A nova versão da Coca-Cola também será incorporada à plataforma digital “Sinta o sabor“, lançada em janeiro, que usa momentos do cotidiano para se conectar com os consumidores.

Inicialmente, a nova Coca-Cola estará disponível nas embalagens PET de 1,5 litro, PET de 1 litro e lata de 350 ml, e terá o mesmo preço da Coca-Cola original. Nos próximos meses de 2016, haverá também outras embalagens.

A nova modalidade do refrigerante, que recebeu o nome “Life”, foi lançada em 2014 em países como Chile e Argentina. No Brasil, porém, uma regulamentação do Ministério da Agricultura proibia a associação de açúcar e adoçantes em bebidas não alcoólicas. A legislação foi alterada em 2015, retirando o impedimento para a companhia.
nova coca-cola
(Informação via Coca-Cola Brasil)

Deixe seu comentário sobre o assunto, compartilhe sua opinião: